Aromaterapia e os óleos essenciais que perfumam a alma e promovem mais saúde

quinta-feira, dezembro 01, 2016


Descoberta há pouco tempo pelo mundo ocidental, a Aromaterapia, ciência dos aromas que perfumam a alma promovendo saúde física e mental, tem atraído a atenção de um público cada vez maior em todo o mundo. Em países como o Brasil e os Estados Unidos, a retomada desta prática milenar por muitos povos desde a antiguidade, é muito recente, datando de poucos anos atrás. Tanto que, os termos Aromaterapia e Óleos Essenciais de criação muito recente, ainda é desconhecido por muitos.

Etimologicamente a palavra Aromaterapia é composta de aroma significando fragrância, e terapia, que quer dizer tratamento. E esse tratamento aromático têm como veículo os Óleos Essenciais extraídos das plantas aplicado, principalmente, em inalações e massagens. A base da Aromaterapia está na utilização dos Óleos Essenciais extraídos das plantas empregados em massagens, inalações e difusões que, através dos aromas que carregam as propriedades terapêuticas de diversas espécies vegetais, promovem bem-estar e a dissolução de muitos males e doenças.

Os Óleos Essenciais extraídos das plantas têm ação sobre a mente, a alma e o corpo humano e induzem ao desenvolvimento da capacidade olfativa, há tanto tempo obscurecida pela infinidade de cheiros sintéticos que invadem os ambientes modernos.

Para os antigos alquimistas, os Óleos Essenciais das plantas sintetizavam a chamada "Quintessência"- a parte mais pura de um todo. E, nesse sentido, no trabalho com Aromaterapia é recomendável uma visão holística e menos reducionista no que se refere a abordagem dos princípios que regem a ação dos Óleos Essenciais sobre a natureza humana, uma vez que esta arte, por si só, é um tratamento holístico, com profunda ação sobre o corpo a mente  e as emoções.


Os Óleos Essenciais são formas altamente concentradas de energia das plantas e, costuma-se dizer, constituem a alma e força vital delas. Através destes óleos extraídos das plantas, a Aromaterapia busca promover a saúde e o bem-estar mental e físico das pessoas em massagens e inalações, cujos aromas são veiculados no organismo pelo sentido do olfato.

Poderoso disparador do sistema nervoso central o olfato tem um mecanismo de conexão entre o ar exterior e o cérebro. Como toda pessoa já experimentou um dia, alguns aromas têm a capacidade de evocar sentimentos como a saudade, sensações como náuseas, e reações fisiológicas como água na boca. O quê geralmente funciona assim mesmo: um aroma quase sempre provoca um efeito imediato.

Embora os Óleos Essenciais carreguem em suas aplicações aromas específicos, eles também apresentam diversas outras numerosas e importantíssimas propriedades farmacológicas que os caracterizam como antibióticos, anti-sépticos, anti-virais, etc., definidos pela Associação Americana de Aromaterapia e reconhecidos cientificamente como "Óleos Voláteis", altamente concentrados, destilados de ervas aromáticas, raízes, flores e árvores, contendo propriedades semelhantes às dos hormônios e anti-sépticos naturais.

De modo geral, os Óleos Essenciais penetram no corpo por inalação, através das vias respiratórias, ou então por absorção, diretamente pela pele, atingindo a corrente sanguínea.

"As fragrâncias tem um efeito sobre o estado psíquico e mental do indivíduo fazendo com que os poderes de percepção se tornem mais nítidos, mais acurados, proporcionando a sensação de se ver mais objetivamente e em consequência, em uma perspectiva mais real. Portanto, pode-se admitir que os desconfortos emocionais que costumam obscurecer a percepção e gerar doenças, são praticamente suprimidos." Marguerite Maury

Atualmente a Aromaterapia tem sido considerada como uma das mais populares e apreciadas terapias complementares, oferecendo diversos tratamentos eficazes para doenças tanto em estágios agudos como crônicos. Sendo recomendada também em vários usos domésticos através de simples práticas regulares que, com a utilização dos Óleos Essenciais, favorecem o fortalecimento do sistema imunológico, estabelecendo uma prevenção para a saúde como todo.

Segundo Shirley Price, aromaterapeuta com mais de 25 anos de experiência clínica e pedagógica e autora de diversos livros sobre a Aromaterapia:

Óleos Essenciais não devem ser utilizados como muletas. Como poderia a Natureza ser muleta se ela é a própria fonte de tudo?


Níveis de atuação dos Óleos Essenciais através da Aromaterapia


  • Físico: Promove a estimulação glandular; a regeneração celular, cicatrizações e tonifica a circulação e o sistema nervoso. Promove, ainda, facilitação aos neurotransmissores de enzimas, vitaminas e oligoelementos. Protege contra os radicais livres e melhora a capacitação de defesa do sistema imunológico.
  • Emocional: Depura estados negativos como raiva, tristeza, medo, etc. Auxilia a expressão dos sentimentos; Estabiliza comportamentos; Trabalha a auto-estima, estimula a descontração e melhora o humor.
  • Mental: Promove o relaxamento e a tranquilidade; Estimula a performance e clareza mental; Diminui a apatia, a ansiedade, tensão, depressão e alivia o estresse.
  • Espiritual: Estimula a conexão com nossa voz interior, o aprofundamento do estado meditativo, proteção e auto-reflexão.

Os métodos das terapias (banhos, compressas, massagens, inalações, difusão em ambientes, etc.) são agradáveis, de modo que, se adaptam a fisiologia de cada organismo, promovendo efeitos positivos na mente e no corpo.
E não há como negar, o quanto é agradável uma massagem relaxante, um banho perfumado de imersão, um aroma delicado perfumando nossos ambientes, etc. Saber que essas práticas, deliciosas por si só, podem ser terapêuticas através do uso dos óleos essenciais, proporcionando bem-estar e mais saúde é muito valioso.

Recentemente descobri e me apaixonei pelo universo prazeroso da Aromaterapia, tanto que estou me aprofundando em estudos relativos e em experiências incríveis com os Óleos Essenciais que trarei nos próximos posts para você.


Finalizo com um texto de Eckhart Tolle, que nos leva a reflexão sobre a autenticidade de tudo o que é natural e que reside também em nós.

Prestar atenção numa pedra, num animal não é pensar nele, mas simplesmente percebê-lo tomar conhecimento dele... Então algo da essência deste elemento da natureza se transmite à você. Sentir a calma desse elemento faz com que a mesma calma desponte no seu interior. Você sente como ele repousa profundamente no ser unido ao que é e onde é. Ao se dar conta disso, você também é transportado de volta para um lugar de repouso no fundo do seu ser. Veja como cada planta e cada animal é completo em si mesmo. Ao contrário dos seres humanos, eles não se dividem. Não precisam se preocupar em proteger e realçar essas imagens. O esquilo é ele mesmo. A rosa é ela mesma. Contemplar a Natureza pode libertar você desse "eu" que é o grande causador de problemas.

Veja também:


Abraços,
Sejamos Felizes!

Imagens: seleções google

Lembrou de alguém que gostaria desse post? Espalhe essa ideia! Compartilhe!

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)