Paraísos Sobrenaturais

quinta-feira, junho 02, 2016

Centenas de fotografias individuais são fundidas em uma única foto através de colagens que fazem surgir mundos etéreos que encantam o olhar e convidam a imersão.


Assim é o trabalho da artista Ysabel LeMay, incansável em suas buscas por milhares de elementos que compõem suas obras, através de colagens, peça por peça, até atingir a feliz fusão cujo resultado são cenários repletos de encantamento.

Nascida e criada em Quebec, Canadá, LeMay construiu uma carreira no mundo da publicidade durante 15 anos, onde ela aperfeiçoou seus talentos visuais em design gráfico e direção de arte. Porém, insatisfeita com seu estilo de vida, a artista mudou seu foco para o que chama de um mundo mais gratificante da arte e da fotografia.


Atualmente, Ysabel prioriza a criação de hypercollagens repletas de profundidade gerada por milhares de formas sobrepostas e suspensas com graça, leveza, cor e harmonia em imagens fascinantes.

Como um tributo à Natureza, cada foto contém uma história única de elementos coesivos que, ao se fundirem em um só, através do olhar criativo e meticuloso de Ysabel, formam magníficos paraísos sobrenaturais.

Veja as imagens que selecionei para sua apreciação e inspiração








Lindo, não?Mundo real remixado com perfeição paradisíaca.

Saiba + sobre a artista Ysabel LeMay e seu trabalho AQUI

"Não existe meio mais seguro para fugir do mundo do que a arte, e não há forma mais segura de se unir a ele do que a arte." Johann Goethe


Abraços,
Sejamos Felizes!


Lembrou de alguém que gostaria desse post? Espalhe essa ideia! Compartilhe!

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)