Os Parklets estão chegando e agradando

quarta-feira, dezembro 10, 2014



Quem é que não gosta de uma boa ideia? Idéias boas, vão logo conquistando e se espalhando, como é o caso dos "Parklets" que logo que chegaram, já foram agradando...


Parklets são intervenções urbanas que, através de extensões de calçadas, dão ao espaço público um uso democrático, pois permite que cada comunidade possa construir seu próprio espaço de convívio, resgatando as narrativas locais, melhorando a paisagem urbana e transformando espaços em lugares melhores para se viver e conviver.


Com um conceito de espaço de uso público que agregue arte, acessibilidade e que incentive a mobilidade urbana e por que não dizer, "a mobilidade humana, os "Parklets são formados em áreas contíguas às calçadas, nas quais são construídas estruturas a fim de criar espaços de lazer e convívio, onde anteriormente havia vagas para o estacionamentos de carros.

Parklet - Rua Amauri - Itaim Bibi - SP

Os primeiros "Parklets" foram criados em São Francisco, Califórnia, em 2010, com o intuito de criar ambientes mais amigáveis para ciclistas e pedestres, sua aceitação foi tão grande que acabou virando tendência mundial.

Parklet - Bairo do Paraíso - SP

O nome é mais uma dessas palavras inglesas compostas por duas outras, gerando um novo significado. assim a palavra parking, que significa ato de estacionar + a palavra parks que significa parques virou "Parklets", que têm conquistado espaços por aqui desde que a prefeitura de São Paulo assinou em Abril/2014, o decreto que regulamenta as instalações dessas "ilhas" de comodidade e convivência na cidade.

Parklet - Rua Fidalga - Vila Madalena - SP

Os projetos desde então, não pararam de surgir e são na maioria patrocinados por empresas ou logistas de várias regiões da cidade. Mas, qualquer pessoa pode tomar a iniciativa para instalar esses tipo de projeto em sua vizinhança, desde que arque com os custos da implantação, manutenção e desmontagem.

Parklet - Rua Francisco Leitão - Pinheiros - SP

Em São Paulo alguns bairros já possuem estes espaços de convivência. Formados com estruturas robustas em madeira com bancos, circundados por floreiras repletas de plantas, tendo as vezes incorporado à estrutura a instalação de um pequeno bicicletário, os Parklets ocupam o espaço de duas vagas para estacionamento de dois carros junto as calçadas, o que corresponde as medidas: 10,00mts. de comprimento por 2,20 mts. de largura.

Parklet - Instituto Mobilidade Verde

O local é público porque é para ser compartilhado por pedestres, moradores das imediações, funcionários do comércio e empresas do entorno, que podem usufruir a área para um descanso, um lanche, para ler, encontrar pessoas e desenvolver uma cultura de convivência pacifica.


Modelos com soluções como esta, que promovem a [Re] invenção do espaço público, valorizam a importância de uma urbanidade mais humana e equilibrada nas grandes cidades, além de estimular em todos o pensamento sobre como a cidade que queremos morar pode ser um lugar melhor para se viver e conviver.


Coletivo Parklit - Quem são? Assista ao vídeo:




Gostou? Quer saber mais? Acesse: Instituto Mobilidade Verde.

Manual Operacional para implantar um Parklet em São Paulo, acesse: Manual de Parklet da Prefeitura de São Paulo.

Abraços,
Sejamos Felizes!

Lembrou de alguém que gostaria desse post? Espalhe essa idéia! Compartilhe!


Imagens: Web.

Leia também!

3 comentários

  1. Muito interessante principalmente pela inserção de verde no cenário urbano, mas prevejo reclamações dos motoristas por mais perda de vagas para estacionar. Mais uma boa razão para se adotar a bicicleta.

    ResponderExcluir
  2. Olá Lisângelo, legal seu comentário. Sempre existirão pessoas que reclamam, principalmente aquelas cuja visão costuma ser mais egoísta. Mas, segundo as autoridades no assunto, os pesquisadores e os precursores do projeto por aqui, a diminuição de poucas vagas de estacionamento não serão empecilho. O legal é que as pessoas estão gostando, o que confirma que este tipo de iniciativa poderá promover uma mudança comportamental nos cidadãos para atitudes melhores com relação a forma como se relacionam com a cidade e com o seu semelhante. Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Proposta muito bacana!

    Usar o espaço público como local de lazer, especialmente a calçada e uma faixa do estacionamento é retomar a cidade pela população. A gente corre tanto no dia a dia que ter um espaço desses no caminho é um convite a parar e relaxar. É ressignificar o uso e ocupação da cidade.

    ResponderExcluir

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)