Jardins por Rubem Alves

terça-feira, outubro 28, 2014



A simbologia mais imediata relacionada ao Jardim é o Paraíso, o chamado Jardim do Éden, que é, em si, uma totalidade cósmica divina perfeita.  A simbologia do Jardim do paraíso é uma das mais antigas e está associado à criação do mundo, mencionado no Gênesis Bíblico, sugere que o fato do início do mundo ter surgido em forma de Jardim, representa  o domínio e a importância do mundo vegetal  ligado a  natureza primordial do ser humano.

Se a Natureza em si já é pura inspiração, um Jardim criado para reproduzir parte dela só pode traduzir o "divino" das dádivas que dela recebemos e que faz tão bem à nossa essência humana. Nesse sentido, trago para este post, a poética visão de Jardim através das palavras do saudoso Rubem Alves... E, para ilustrá-las, fotos de alguns dos mais belos Jardins do mundo com links com informações de cada um em cada legenda.

Apreciem...



Sempre fui louco por Jardins, uns acham que eu não acredito em Deus. Como não acreditar em Deus se há Jardins? Um Jardim é a face visível de Deus e essa face me basta.

Keukenhof - Holanda

Percebi que a Bíblia Sagrada é um livro construído em torno de um Jardim. Deus cansou-se da imensidão do céu e sonhou... Sonhou com um Jardim... No gênesis está escrito que, o Criador foi afunilando a sua obra até chegar a um pequeno espaço, (a nossa Terra), onde plantou um Jardim. Plantando o Jardim, dizem os textos sagrados, Deus viu, sorriu e disse: É muito bom.

Huntington Botanical Gardens - USA

E para que nosso prazer com a Natureza fosse múltiplo o Criador colocou em nossos corpos esses órgãos eróticos a que damos o nome de sentidos. Os olhos, para fazer amor com as cores, com as formas. Os ouvidos, para os prazeres das canções e do barulho dos riachos. Através do nariz somos penetrados pelos perfumes. A boca se deleita com o mel e com o beijo. E a água do mar agrada nossa pele... O Jardim nos diz que estamos destinados ao prazer.

Claude Monet's gardens, Giverny - França

Quem caminha por um Jardim sabe que o nosso destino é a felicidade. No Jardim, o nosso corpo faz amor com a Natureza.

Versailles Gardens - França

E o Criador nos deu a vocação suprema: vivemos para ser Jardineiros. Existimos para acariciar a terra, para amansá-la, para fertilizá-la, para engravidá-la, para torná-la bela.

Jardim da Especulação Cósmica - Escócia

O sonho mais alto de Deus é um Jardim. Essa é a razão por que no Paraíso não havia templos nem altares. Para quê? Deus andava pelo meio do Jardim.

Butchart Gardens - Canadá

Ninguém jamais viu Deus. Um Jardim é seu rosto sorridente...

Inhotim - Brumadinho, Minas Gerais - Brasil

Todo Jardim começa com uma história de amor, antes que qualquer árvore seja plantada ou um lago construído é preciso que eles tenham nascido dentro da alma.

foto: coleção Particular

Quem não tem Jardins por dentro, não planta Jardins por fora e nem passeia por eles.

(Rubem Alves)

Abraços,
Sejamos Felizes!

Lembrou de alguém que gostaria desse post? Espalhe essa idéia! Compartilhe!


Fontes: Infopedia, sites dos jardins mencionados nas legendas das imagens, imagens: web.

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)