A Natureza fazendo graça na Arte de Rua

segunda-feira, setembro 01, 2014



A arte de rua através do graffiti que interage com a Natureza existente no entorno urbano, chama a atenção em seu diálogo, para a existência de árvores e vegetações que normalmente passam despercebidas aos transeuntes apressados nas grandes cidades.

Ocupando espaços e interagindo o tempo todo com as pessoas, o graffiti pode transitar entre a transgressão, reflexão e humor através de representações engraçadas. Bons trabalhos costumam humanizar e transformar o espaço urbano, embelezando ao mesmo tempo em que desperta nas cidades as suas contradições...

Artistas que incorporam elementos da Natureza em seus graffitis, transformando pinturas 2D em instalações 3D, chamam a atenção dos transeuntes e conquistam sua admiração com suas criações inusitadas e divertidas.

Também não é para menos, para isso esses artistas precisam sair a caça de locais onde elementos da Natureza podem ser incorporados aos desenhos grafitados, que são criados para se integrarem resultando cenas incríveis através da versatilidade, da criatividade e do bom humor.


Veja alguns exemplos que selecionei para sua apreciação e inspiração...


Crédito da imagem: Ernest Zacharevic
Créditos da imagem: WD arte de rua
Créditos da imagem: David Zinn
crédito da imagem: desconhecido
Créditos da imagem: Natalia Rak
Créditos da imagem: Sandrine Boulet



Abraços,
Sejamos Felizes!


Lembrou de alguém que gostaria desse post? Espalhe essa idéia! Compartilhe!



Imagens: Boredpanda

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)