Luz do Sol

sábado, dezembro 21, 2013




Luz do Sol que a folha traga e traduz em verde novo, em folha, em graça, em vida, em força, em luz... Céu azul que venha até onde os pés tocam a terra e a terra inspira e exala seus azuis... Reza, reza o rio, córrego pro rio, rio pro mar. Reza a correnteza, roça a beira a doura areia... Marcha um homem sobre o chão, leva no coração uma ferida acesa. Dono do sim e do não diante da visão da infinita beleza... Finda por ferir com a mão essa delicadeza a coisa mais querida, a glória da vida... (Caetano Veloso)


A importância do Sol nas nossas vidas vai além da luminosidade e conforto térmico que ele nos proporciona. Praticamente todas as fontes de energia que utilizamos tem o Sol como fonte primária. Por exemplo, a energia que extraímos dos alimentos foi acumulada quimicamente através do processo de fotossíntese, água e minerais em compostos orgânicos e oxigênio gasoso. O nosso corpo extrai essa energia dos alimentos que ingerimos e assim, garante a manutenção da vida.


Sem a Luz do Sol, a vida na Terra não seria possível.


O Sol é o doador de Vida, o centro do sistema solar, astronomicamente falando, e o centro espiritual, esotericamente falando, atavés do qual flui a luz e a vida do Logos. É a Consciência Universal, a fonte e a meta de tudo, quando se refere à alma. Quando se refere ao corpo físico é o prâna ou a força vital. Ele vitaliza os planetas à sua volta sendo portanto, o principio universal pelo qual tudo vive, movimenta-se e existe.


O sol sempre foi considerado para muitas civilizações, o deus mais importante. Para os gregos era Hélios seguido por Apolo, para os Hindus era Brahma, para os fenícios era Adonai, para os Persas era Mitra, para os Astecas era Quetzalcóatl.


O mito grego de Hélios conta que esse deus tinha a função de trazer luz e calor aos homens. Percorria o céu  num carro de fogo puxado por quatro cavalos brancos, soltando fogo por suas narinas. Todas as manhãs, depois que a aurora aparecia de madrugada no horizonte, no seu carro dourado, Hélios saia do Oriente e subia até o ponto mais alto ao Meio-Dia. Então começava a descer para o Ocidente e mergulhava no oceano ou descansava atrás das montanhas. Mais tarde o deus Apolo com outros atributos, um deles o dom da adivinhação, substituiu o deus Helios. Porém é de Hélios que derivou a palavra "heliocêntrico", que denomina o sistema que considera o Sol como centro do Universo, esse sistema, precedeu o sistema geocêntrico, que tinha a Terra como centro do Universo.


O Sol é sinônimo de verão

Estamos entrando do verão que começa oficialmente no dia 21 de dezembro e se estende até dia 20 de março. E como Astro Rei, o Sol já vem dando os ares do seu calor e sua luz, provocando em nós a vontade de aproveitar os dias ao ar livre. O verão para nós do hemisfério sul, sempre sugere um período de renovação. A Luz do Sol contribui para que fiquemos mais animados e de bem com a vida. Isso acontece porque o calor e a luminosidade estimulam o organismo a produzir substâncias responsáveis pelo humor e disposição. Por isso, nos dias ensolarados nossa disposição fica voltada para sair de casa e aproveitar os dias ao ar livre.

Aproveite a época mais iluminada do ano e viva-a intensamente.

Aproveite a Luz do Sol, contemple a exuberância da Natureza,

e sinta "toda a glória da vida"!

Abraços,
sejamos felizes!
Imagens:web/google

Lembrou de alguém que gostaria do post?Espalhe essa idéia! Compartilhe!

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)