Contagem Regressiva... Feliz Ano Novo!

domingo, dezembro 29, 2013


Dez, nove, oito, sete... E, aí vem a contagem regressiva que nos remete aos recomeços e ao nosso persistente fascínio pela gestação daquilo que poderia ou poderá ser diferente.


Adoramos a idéia de ciclos, períodos, ou épocas que se encerram; essas ocasiões nos permitem imaginar que uma etapa pode ser terminada e, supostamente, nos oferecer a chance de começar de novo, de um outro jeito, de novas formas, com inéditos vigores e renovadas intenções. Nossa obsessão pelos insistentes fins e recomeços fica ainda mais aguda quando nos remetemos aos anos, por serem estes os tijolos que compõem décadas, séculos e milênios, descortinando uma atração pelo mistério matemático que nos envolve na aura do misticismo impregnador dos sonhos dos reinícios.(...)


(...) O lado mais positivo disso tudo é a comemoração e o revigorar da esperança; comemorar significa “memorar junto”, lembrar com outros. Nós humanas e humanos gostamos demais de festejar, por que essa é a possibilidade de nos alegrarmos e nos encontrarmos, de maneira livre e lúdica e, portanto, qualquer motivo é um bom motivo, mesmo quando não é uma data tão “redonda”.


O que estaremos lembrando? Estarmos vivos e juntos, mesmo que algo pareça estar terminando e nunca haver certeza absoluta de que seja invencível o renascer. Não importa; fazemos com que assim seja e queremos que não deixe de ser assim.
(Mario Sergio Cortella – Não espere pelo Epitáfio...Provocações filosóficas – ed. Vozes)


Este texto de Mario Sergio Cortella, nos traz uma reflexão incomum sobre as celebrações de recomeço de novos ciclos. Celebrações em que todos nós, nos despedimos de parcelas de tempos passados,  comemorando o inicio de um novo tempo onde promessas e esperanças animam a festa. Mas como também é de costume, cabe neste momento o "velho" balanço sobre nossas escolhas, no qual avaliamos o que deu certo e o que precisamos mudar para melhorar e sermos mais felizes. Recomeçar sem parar, e sem deixar de avaliar o que queremos plantar, certos do que queremos colher é, para mim, o sentido mais especial desta celebração. E às vésperas da festa que marca o recomeço de um novo ciclo que, para os diversos povos do mundo, traz significações peculiares,  fico com o significado do renascer no sentido da constante renovação da esperança, esperança de viver em Paz, na Paz que só se consegue na Justiça, no Perdão, na Partilha, e na Verdade.


Trago ainda, para encerrar, uma "Receita de Ano Novo", dada pelo poeta Carlos Drummond de Andrade, junto com meus agradecimentos aos queridos visitantes e leitores do "Jardim de Siguta", com meu muito obrigada pela companhia, pelo apoio e carinho, além do meu abraço fraterno com o qual desejo à vocês um Feliz Ano Novo! 

Sejam Sempre Muito Bem Vindos por aqui. 

Para ganhar um belíssimo Ano Novo cor de arco-íris, ou da cor da sua Paz, Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido (mal vivido ou talvez sem sentido). Para você ganhar um Ano, não apenas pintado de Novo, remendado às carreiras, mas Novo nas sementinhas do vir-a-ser, Novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior),  Novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come, se passeia, se ama, se compreende, se trabalha... Você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens, não precisa fazer listas de boas intenções para arquivá-las na gaveta. Não precisa chorar de arrependimento pelas besteiras consumadas, nem parvamente acreditar que por decreto da esperança, a partir de Janeiro, as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro de pão matinal, direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver. 

Para ganhar um Novo Ano que mereça este nome, você meu caro, tem de merecê-lo, têm de fazê-lo de Novo, eu sei que não é fácil, mas tente, experimente consciente. É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre. 




Imagens: web/google



Lembrou de alguém que gostaria do post?
Espalhe essa idéia! Compartilhe!










Leia também!

2 comentários

  1. Feliz ano novo, amiga!

    Muito sucesso em 2014, com sonhos realizados.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Querida Sybylla,

    O melhor de 2013 para mim foi meu reencontro com você e todas as descobertas decorrentes, principalmente seus talentos que fazem de você uma pessoa verdadeiramente especial. Sou muito grata pela oportunidade da sua amizade.
    Desejo que 2014 seja repleto de conquistas que consolidem cada vez mais seus talentos com muitas realizações. Feliz Ano Novo! Beijo no Coração!

    ResponderExcluir

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)