O tesouro botânico do Templo de Flora

sexta-feira, novembro 01, 2013

Considero o "Templo de Flora", o Jardim do Botânico, Poeta, Pintor e Filósofo: Robert John Thornton, de onde trago para este post algumas cenas para compartilhar... Repleta de Arte + Botânica, "The Temple of Flora" é talvez o mais famoso florilégio da idade de ouro da ilustração botânica. Considerada por muitos como o maior de todos os livros de flores, trata-se de uma série de representações suntuosas de flores notáveis por suas configurações épicas incomuns,  que se entrelaçam entre várias descrições, histórias e odes poéticas sobre as flores em destaque.


Dois séculos já se passaram desde a publicação de Robert John Thornton (1799) "O Templo de Flora", mas seu encanto permaneceu até os dias de hoje através das impressionantes representações de retratos florais entre as conquistas supremas da ilustração botânica. Para isso Thornton contratou os pintores de flores mais renomados da sua época não economizando recursos para a criação deste trabalho único, de modo a reduzir drasticamente sua fortuna. Thornton insistiu para que os artistas pintassem as flores em todo o esplendor de seu habitat natural, evitando os fundos lisos convencionais e as paisagens formais.


As pinturas incluem ilustrações produzidas a partir de uma variedade de técnicas, dentre elas a água-tinta,mezzotinto, pontilhado e gravura a linha. As impressões coloridas receberam acabamento final a mão, resultando num trabalho que destaca-se historicamente como um dos livros mais notáveis sobre flores.

Atualmente restam poucas edições completas da obra, quase extinta, de Robert Thornton em algumas bibliotecas, enquanto que as placas individuais com as pinturas das flores tornaram-se itens extremamente caros, e altamente procurados por muitos colecionadores cujo fascínio especial reside na combinação incomum, às vezes exótica, existentes nas placas pintadas com motivos vegetativos em fundos com paisagens românticas.


Robert John Thornton (1768-1837), foi filho de Bonnell Thornton, um escritor muito bem sucedido, de quem herdou uma considerável fortuna. Robert estudou medicina em Cambridge e desenvolveu uma enorme paixão por história natural tornando-se um botânico entusiasta que se lançou na grande aventura de desenvolver a obra que acabou sendo uma das grandes loucuras de publicações de todos os tempos.

Selecionei algumas das ilustrações para sua apreciação...













Se gostou poderá ver mais AQUI (em contents, é só clicar nos links).

Quanto ao livro, a TASCHEN lançou uma reedição consumar da obra que você poderá encontrar no Amazon.

Abraços,
Sejamos Felizes!

Lembrou de alguém que gostaria do post? Espalhe essa ideia! Compartilhe!

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)