"Longwood Gardens" e o maior crisântemo do mundo.

quinta-feira, agosto 08, 2013




Considerado um dos melhores Jardins Botânicos dos EUA, e consequentemente do mundo, o Longwood Gardens, localizado em Kenneth Square, quase na divisa entre Delaware e o estado da Pennsylvania, surpreende sempre com sua característica marcante: a renovação constante dos seus cenários, que faz com que o espaço seja especial, e que mesmo visitando o local várias vezes por ano, o que se encontrará por lá, certamente vai superar em muito as expectativas de seus visitantes.





Fundado pelo industrial Pierre S. Du Ponten, 1906, o qual investiu grande parte de sua fortuna acumulada, como CEO da DuPont e membro do board of diretors da General Motors, transformando o local num legado vivo de excelência em horticultura, design de jardins, pesquisa e educação. Longwood Gardens, certamente encanta até mesmo aquele que não morrem de amores por plantas e jardins. Lá em meio a 1.077 hectares com 20 jardins internos e 20 jardins externos, é possível encontrar belezas surpreendentes em cada canto.




O conservatório é uma das grandes estruturas de efeito estufa do mundo. Abriga 20 jardins internos e 5.500 tipos de plantas, em 4,5 acres cobertos para exibição, produção e pesquisa de diversas espécies. Os visitantes entram no Complexo do Conservatório através do laranjal, uma das áreas de maior destaque, esta estufa foi originalmente usada para o cultivo de frutas cítricas comestíveis. Atualmente esta área de estufa conta com um caleidoscópio de flores, bulbos e folhagens que exalam cores e perfumes que mudam com freqüência ao longo dos diversos períodos do ano.





Longwood Gardens também é conhecido por suas fontes extraordinárias que embelezam seus jardins com espetáculos surpreendentes que atraem mesmo a distância a atenção de todos.





Além de ser um jardim de excelência, o local promove ao longo do ano uma série de eventos especiais que vão desde exposições de horticultura à concertos musicais, workshops, etc., sendo que entre tantos, um evento imperdivel dentro das programações anuais, é o Festival de Crisântemos.


A história dos Crisântemos no Longwood Gardens, teve seu início há 90 anos atrás quando as primeiras mudas começaram a ser cultivadas, gerando 60 anos depois, o primeiro festival inteiramente dedicado a flor. Durante o festival são expostos muitas variedades de crisântemos através de arranjos em variadas estruturas espalhadas pelo conservatório (estufa) e pelas áreas externas do Longwood Gardens. Nesta ocasião, alguns dos mais renomados designers florais dos EUA, expõem seus arranjos de Ikebana com flores de crisântemos, para jurados do evento da Associação Norte Americana de criadores de Chrysanthemums, exibindo através dos arranjos todos os potenciais da flor.




Além da exibição da grande variedade da flor, uma das atrações mais interessantes do festival está nos diferentes estilos desenvolvidos no cultivo com técnicas de condução da planta que vão desde simples Bonsais, evoluindo para esculturas vegetais, cascatas, arranjos com designs audaciosos, etc. Dentre as formas de cultivo mais incríveis está o crisântemo com mais de 1000 flores perfeitas em uma única planta que ganhou o nome de "Thousand Bloom" e o título de maior crisântemo do mundo. Cultivado com uma técnica japonesa conhecida no Japão como OZUKURI,  a planta cresceu sob os cuidados da horticultora Yoko Arakawa. Durante o período de crescimento, os ramos foram orientados e moldados com arames, fazendo com que eles tomassem o formato desejado. Ao todo são mais de 1000 flores distribuidas em meia esfera com aproximadamente 3,50 metros de diâmetro. Esta técnica é  considerada como um dos estilos mais difíceis de condução e formatação de uma planta, pois exige tutoramento controlado, podas e regas meticulosas, condicionamento do sistema radicular, atividades de reenvazamentos constantes para adequação do suporte compatível com a dimensão que a planta vai tomando, dentre outros inúmeros cuidados que sempre visam a perfeição. As fotos abaixo ilustram a planta exposta com sua formatação natural. Parece um arranjo, mas é uma única planta com mais de 1000 flores alinhadas com perfeição.




Ao visitar o Longwood Gardens, imergimos não só num espaço de tirar o fôlego, mas também na história das tradições e elegância dos jardins que têm evoluído ao longo do tempo resultando na magnificência que temos hoje. Longwood Gardens é o legado vivo de Pierre S. du Pont, que inspira as pessoas através da excelência oferecida nos seus projetos de jardins, horticultura, educação e artes.

Fontes: www.longwoodgardens.org  -  mauoscar.com
A Natureza é o único livro que oferece um conteúdo valioso em todas as suas folhas. (Johann Goethe)
Abraços,
Sejamos Felizes!

Lembrou de alguém que gostaria do post? Espalhe essa idéia! Compartilhe!

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)