Nas Asas da Imaginação

quinta-feira, junho 13, 2013




A razão por mais que grite, não pode negar que a imaginação estabeleceu no homem uma segunda Natureza. (Pascal)

Ao longo da história, muitos pensadores escreveram sobre a imaginação. Aristóteles, por exemplo, disse que a alma nunca pensa sem uma imagem mental. Já René Descartes afirmou que o filósofo deve treinar sua imaginação para a aquisição do conhecimento. Dentre todos, as afirmações de Einstein, talvez por serem mais simples e profundas, tornaram-se celebres sendo citadas sempre que se fala no tema. Alguém perguntou um dia a Albert Einstein (1879 - 1955) criador da teoria da relatividade, o que era mais importante, a imaginação ou o conhecimento? Ao que ele respondeu prontamente: A imaginação, esclarecendo que,  "A imaginação é mais importante do que o conhecimento pois, o conhecimento é limitado, enquanto a imaginação dá volta ao mundo". Ainda, em outra observação sobre o tema, o sábio diz: "O conhecimento nos permite ir de A para B, mas, a imaginação permite-nos ir para qualquer lado". Suas frases tornaram-se celebres, por serem certeiras e claras quanto a capacidade da imaginação que tem o espírito humano de formar imagens viajando livremente e, nesse sentido, nos permitindo ir a qualquer parte do mundo, mesmo fora do mundo que habitamos.

Imaginação, Arte e Ciência


Quanto a Arte, o artista no campo da sua criação, só concebe ao usar a imaginação tanto para representar o mundo real em que vive, quanto para construir representações de mundos imaginários.


A imaginação deveria ser mais apropriadamente vista como uma de nossas maiores ferramentas na busca do conhecimento objetivo e, na verdade, como aquilo que estabelece as próprias condições da objetividade. Segundo Ruth Mock (autora de vários livros sobre educação e arte), "Nas artes e nas ciências, a imaginação criativa demanda que o indivíduo liberte-se de suas preocupações imediatas e associe-se com o meio que está usando - a tinta, a madeira ou a pedra para o pintor ou escultor, as palavras para o escritor, os sons para os músicos ou os fatos para os cientistas - de modo que assim ele cria uma nova forma que pode ser inesperada até para ele mesmo".


As criações artísticas tem os seus mistérios, que serão porventura ainda maiores do que os mistérios, já em si grandes, da criação científica e, segundo Poincaré em seu livro "O valor da Ciência", a beleza da ciência tem a ver com a beleza da Natureza, para ele, "O cientista não estuda a natureza porque tal é útil. Estuda-a porque tem prazer nisso; e tem prazer nisso porque ela é bela. Se a Natureza não fosse bela não valeria a pena o conhecimento nem a vida não valeria a pena ser vivida (...) é porque a simplicidade e a vastidão da Natureza são ambas belas, que procuramos de preferência, fatos simples e fatos vastos; que tomamos prazer ora em seguir os gigantescos percursos das estrelas, ora em investigar com um microscópio a pequenez prodigiosa que é também uma vastidão..."


Quando Einstein declarava que a imaginação seria um território ilimitado, de certa forma também dizia que tudo o que existe de concreto no mundo, e que foi feito pelo homem, é fruto direto da imaginação humana. Sem a imaginação a arte não seria tão rica, a ciência talvez ainda fosse primitiva, e até as relações humanas, monótonas e insatisfatórias. Para ilustrar esse tema e também este Post, selecionei algumas obras de Igor Morski, nas quais o artista mescla a Natureza e o Ser, por motivos óbvios mas, também selecionei o vídeo abaixo para que você conheça mais sobre a obra deste artista notável.
Igor Morski é um pintor polonês, ilustrador e designer gráfico cuja obra surreal é o tipo de Arte que faz um observador casual se surpreender, parar e observar mais detalhadamente. Sua obra inclui um imaginário fantástico onde, em criações maravilhosas de espetaculares ilustrações surrealistas, Igor dá asas a sua imaginação, e de quebra, ainda dá carona à imaginação do observador.


A imaginação é um potencial inerente ao ser humano mas, precisa do conhecimento para ser acionado. A ignorância não alimenta a imaginação. Somente o conhecimento que está em nossa memória é acessível à ação da imaginação. As vezes não nos esforçamos para imaginar nossas infinitas possibilidades e assim  passamos a acreditar que a realidade é mais poderosa do que a imaginação. O resultado disso é o aprisionamento de uma parte importante de nós. Por isso use sua imaginação para sair da mesmice, negar a impossibilidade e superar limites. Imaginar é usar nosso potencial mental para criar imagens que gerem a energia necessária para iluminar nossa realidade com a luz da criatividade que reside em nós e, que pode transformar nossas vidas em algo maior.

Assista ao vídeo e viaje nas asas da imaginação de Igor Morski.



Abraços,
Sejamos Felizes!


Lembrou de alguém que gostaria do post? Espalhe essa idéia! Compartilhe!

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)