Ecodesign

quinta-feira, junho 20, 2013



Ecodesign é o termo utilizado para uma crescente tendência mundial nos campos da Arquitetura, Engenharia e Design em que o objetivo principal é o desenvolvimento de produtos sistemas e serviços que reduzam o uso de recursos não renováveis e ou minimizem o seu impacto ambiental sendo assim amigáveis para o meio ambiente. Sabemos hoje que grande parte dos problemas ambientais foram causados pela engenharia, design, manufatura tradicional que sempre desconsiderou qualquer posterior impacto ambiental na hora de projetar, manufaturar, transportar e vender bens e serviços.

E, nesse sentido, o ecodesign sugere a transformação nos sistemas de produção através da aplicação prática de requisitos ambientais de projeto desde o início, substituindo então a matéria-prima, materiais, tecnologias e processos, por outros menos nocivos ao meio ambiente. Devemos lembrar que o design ecológico além de um papel tecnológico de otimização, também tem um papel educativo, já que conscientiza o consumidor sobre seu presente impacto negativo no ambiente, e como é possível minimizar esse impacto negativo pelo consumo de produtos, sistemas e serviços ecológicos.

Selecionei alguns exemplos para sua apreciação e inspiração, mas muitos projetos ainda não chegaram às vias comerciais de fato. Seus criadores esclarecem que tratam-se de produtos conceituais que ainda precisam de melhorias para atingir escalas comerciais.
Carregador portátil que, quando é fixado no vidro na presença da luz solar é capaz de produzir eletricidade com a ajuda de um conversosr. Segundo a firma Kyuho Song & Boa Oh a idéia do produto é expandir as alternativas para recarregar o celular e outros gadgets quando não se encontram tomadas disponíveis.
AlgaeBulb - projeto assinado pela designer húngara Gyula Bodonyi que une nanotecnologia e fotossíntese para gerar energia com algas marinhas que tem se revelado como fonte potencial de energia limpa.
A designer Vivien Muller - SP - criou a "Electree", um pequeno aparelho em forma de Bonsi que capta a energia solar e a converte em eletricidade. dono de um design elegante e atraente, este carregador conta com 27 minipainéis e uma bateria interna que em tempos nublados é capaz de abastecer um iphone 5 até nove vezes.
O projeto "Moss Table" ou "Mesa Musgo", baseia-se na biotecnologia fotovoltaica que aproveita o excedente de energia gerada no processo de conversão natural da luz realizado pelas plantas nos potinhos de musgo que ficam na base da mesa através da fotossíntese gerando energia suficiente para abastecer um pequeno relógio digital. De acordo com os designers Alex Driver e Peralta Carlos o intrigate nesta tecnologia não está no quanto de energia ela pode produzir hoje, mas no que ela promete para o futuro.
A criação da designer Elaine Tong - SP- este simpático purificador de ar que lembra uma molécula é constituído por módulos que contém plantas com raízes que são altamente eficientes na absorção de agentes que contribuem para a poluição dentro de casas e apartamentos presentes em materiais de construção, tintas, solventes, etc. a absorção do ar se dá por ventiladores acoplados aos módulos, que funcionam como mini estufas conectadas por um sensor que distribui água e umidade na quantidade necessária.

Princípios do Ecodesign:

  • Escolha de materiais de baixo impacto ambiental, ou seja, menos poluentes, não tóxicos, de produção sustentável ou reciclados, ou que requerem menos energia na fabricação;
  • Eficiência energética - utilizar processos de fabricação com menos energia;
  • Qualidade e durailidade: produzir produtos que durem mais tempo e funcionem melhor a fim de gerar menos lixo;
  • Modularidade: criar objetos, cujas peças possam ser trocadas em caso de defeito, pois assim não é todo o produto que é substituído, o que também gera menos lixo;
  • Reutilização ou reaproveitamento: propor objetos feitos a partir da reutilização ou reaproveitamento de outros objetos;
  • Projetar objetos para sobreviver seu ciclo de vida, criar ciclos fechados sustentáveis.
O Ecodesign é, acima de tudo, o reconhecimento de que como civilização devemos aproximar-nos novamente da Natureza e aprender ou reaprender dela seus processos naturais e aplicá-los quando possível ao mundo material e artificial dos homens.

Na Natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. Antoine Lavoisier

Abraços,
Sejamos Felizes!

Fontes: Wikipedia, Revista Exame, Yanko Design



Lembrou de alguém que gostaria do post? Espalhe essa idéia! Compartilhe!

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)