Perto do Fogo

terça-feira, maio 28, 2013


Com as temperaturas caindo, mesmo morando num país tropical, dá uma vontade de se aconchegar num cantinho aquecido. Este Post é para trazer inspiração aos que gostam de calor e aconchego...


O fascínio pelo fogo é comum na maioria das pessoas que se encantam pela beleza, força, brilho e o calor de suas chamas vivas que dançam em movimentos cheios de ritmos atraindo os olhares insistentemente. Simbolicamente, o significado do fogo remete à nossa consciência espiritual sendo um ponto comum entre os principais pensamentos filosófico, religioso e científico. E, em muitos rituais místicos, o fogo está associado ao significado de purificação, a razão disso é a sua capacidade de fundir e reduzir todas as coisas ao seu estado mais simples, removendo todas as impurezas.

Outro significado atribuído ao fogo no âmbito espiritual é o da sua chama representar a força no interior do homem, ou seja, simbolicamente cada um tem em si uma chama que tem o poder transformador que deve ser conservado e estimulado por pensamentos e atitudes. Significados a parte, um ponto unânime de concordância com relação ao fogo é que certamente foi a maior descoberta feita pelo homem, destacando-o das outras formas de vida e colocando a humanidade no caminho do progresso.


Sem dúvida essa maior conquista do homem pré histórico contribuiu para muitos aprendizados e desenvolvimentos a partir do momento em que o homem aprendeu a utilizar as propriedades do fogo em seu proveito, extraindo a energia dos materiais da natureza ou a moldando em seu benefício. As percepções sobre as formas de utilização do fogo levaram o homem ao desenvolvimento de conceitos mais organizados de conter o fogo para diversos usos e atividades desde estruturas com conjuntos de pedras para o preparo de  alimentos até o surgimento de fornos polivalentes que serviam tanto para moldagem de ferramentas quanto para cozeduras de utensílios de barro.  Ao redor do fogo a milhares de anos, graças ao seu calor, tem vivido centenas de gerações.


A lareira é decorrente destas evoluções e dentre suas finalidades, durante muito tempo foi utilizada para aquecimento e até mesmo iluminação de ambientes. Mas foi na era Vitoriana, marcada pelo grande avanço das Artes e da Arquitetura, que a lareira ganha um status altamente decorativo. Artesãos e Artistas renovam os materiais e criam verdadeiras obras de Arte. Com o passar dos séculos a lareira também deu origem a criações de novas técnicas de aquecimento, evoluindo em tecnologia e design. Nos dias atuais pode-se encontrar desde equipamentos elétricos e a gás até biofluidos e gel combustível construídos nos mais diversos materiais e formas.


Observar o fogo de uma lareira, mesmo nos dias atuais, continua despertando o fascínio do olhar humano além de promover o aconchego através do calor propagado. Hoje encontramos produtos de alta tecnologia oferecendo muita qualidade e comodidade através de modelos compactos que podem ser removidos facilmente para qualquer ambiente e ainda valorizam todo tipo de decoração. A lareira a álcool, por exemplo, é um equipamento que pode ser utilizado em ambientes internos e externos. No caso dos ambientes internos com o cuidado que haja ventilação suficiente para promover a renovação do oxigênio local.


A diferença entre uma lareira a álcool e uma convencional é somente o tipo de combustível utilizado, ou seja, utiliza-se o álcool ao invés da lenha o que é ecologicamente correto. Quanto a impressão visual é bem semelhante. Como as lareiras a álcool não emanam fumaça não há a necessidade de chaminés ou exautores. O aquecimento é feito através da propagação do ar que vai sendo aquecido e como não há necessidade de chaminé não há perda de calor o que faz com que o aquecimento seja mais eficiente do que uma lareira convencional.


Quanto aos tipos de combustíveis, não se deve usar o etanol vendidos nos postos de gasolina. Este tipo de combustível não é adequado pois, contém substâncias residuais de petróleo e sua queima gera gases poluentes e prejudiciais à saúde. O combustível ideal da lareira à álcool é o álcool 92,8ºC que pode ser comprado em supermercados, drogarias e lojas de produtos de limpeza. Existe ainda fabricantes de um tipo de gel combustível produzido para este fim.


A queima do alcool não exala cheiro. Quando o fogo for extinto ficará um pequeno odor que será rapidamente dispersado equivalente ao de uma vela quando se apaga. E existe ainda a possibilidade de fazer uma lareira a álcool personalizada. Basta adquirir somente o queimador e instalá-lo dentro de seu projeto. com o cuidado é claro, para que o projeto seja feito tomando-se todo o cuidado e precauções necessários ao isolamento e tipo de material utilizado.


As lareiras ecológicas representam hoje, uma nova geração que reúnem aquecimento ambiental a uma rica experiência de conforto e contemplação nas mais diversas possibilidades nas quais se integram valores e conceitos de modernidade, alto Design, qualidade e principalmente ecologia.

Caiu a Temperatura? Que tal ficar perto do fogo, curtir o aconchego do seu calor e se deleitar com o fascínio de suas formas? Seja grande ou pequeno seu espaço, o que não faltam são opções para você se aquecer  com muito charme quando a temperatura cair.

E que venha o inverno!

Abraços Calientes!

Imagens Seleções pinterest e imagens google


Lembrou de alguém que gostaria do post? Espalhe essa idéia! Compartilhe!

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)