Salve Terra!

domingo, abril 21, 2013


Olá, você já pensou em


Como cuidar de nossa

Casa Comum:

o planeta Terra?


No dia 22 de abril comemora-se mundialmente o Dia da Terra. Esta data teve sua origem em 22 de abril de l970 criada pelo senador americano ativista e ambientalista, Gaylord Nelson, cujo objetivo na época era criar uma consciência comum aos problemas da contaminação, conservação da biodiversidade e outras preocupações ambientais para proteger a Terra. A idéia advinda da necessidade de se pensar a saúde do meio ambiente e estimular o cuidado individual e coletivo, com o nosso Planeta, não só consolidou a data, como também  fomentou a criação de diversas redes comprometidas com a conservação da Natureza dentro do contexto social e econômico. A maior delas a WWF, criada em 1961, conhecida inicialmente como "World Wildlife Fund" - Fundo Mundial para a Natureza (em Português),  teve um forte crescimento ao redor do mundo se consolidando como uma das mais respeitadas redes internacionais independentes comprometida com a conservação da Natureza. Seu crescimento mudou o foco da sua atuação ao longo dos anos e, as letras WWF passaram a simbolizar o trabalho de conservação da Organização de forma mais ampla gerando uma segunda tradução como "World Wide Fund For Nature" ou Fundo Mundial Para a Natureza. Atualmente a Organização é conhecida simplesmente como "WWF uma Organização de conservação Global". E, em 30 de agosto de 1996, foi criado oficialmente o WWF-Brasil uma Organização Nacional que integra a rede WWF - saiba mais aqui.


O Relatório Planeta Vivo (RPV) é a publicação mais importante da WWF sobre o estado e a saúde do Planeta. Ele é desenvolvido com base na compilação de dados de todos os continentes com seus países trazendo uma visão detalhada da situação do Meio Ambiente em nosso Planeta. Sobre a preservação do Meio Ambiente, com base na forma como usamos os recursos naturais, a previsões  tem sido alarmantes, cuja preocupação maior neste momento da história é garantir a vitalidade de nossa Mãe Terra. Ela é a base que sustenta a nossa vida e tudo o que fazemos na história. Ela pode viver sem nós, mas nós não podemos viver sem ela. A sistemática agressão que sofreu nos últimos séculos tiraram-lhe o equilíbrio necessário para nos oferecer tudo o que precisamos para viver, nós e toda a comunidade de vida. O relatório "Living Planet" de 2012 revela que a Pegada ecológica da humanidade mais que duplicou desde 1966. Os dados indicam que a humanidade tem usado o equivalente a um planeta e meio para suportar as atividades humanas. Ou seja, estamos usando em um ano o que a Natureza demora um ano e meio para repor. Isso demonstra como nosso modo de viver é insustentável. ele torna mais urgente a nossa responsabilidade pelo futuro da Terra e de nosso projeto planetário.
Foto para a Edição 2012 do RPV lançada a partir da Estação Espacial Internacional,
pelo astronauta André Kuipers.
A edição 2012 do relatório Living Planet, conta ainda com a observação do Planeta vista do espaço pelo astronauta holandês André Kuipers apresentando em missão na Agência Espacial Européia sua perspectiva como segue: "Temos apenas um Planeta. Daqui de cima, posso ver a pegada da humanidade, inclusive os incêndios florestais, a poluição do ar e a erosão - são desafios que se refletem nesta edição do Relatório do Planeta Vivo", afirmou Kuipers, ao apresentar o relatório durante sua segunda misão espacial. "Embora o Planeta sofra pressões insustentáveis, nós temos a capacidade de salvar o nosso lar, não apenas em nosso próprio benefício mas, sobretudo, para as próximas gerações", completou Kuipers.
A pesar das perspectivas alarmantes, o relatório também evidencia alguns sinais positivos, como o aumento na eficiência do uso de recursos naturais e a queda no desmatamento de florestas. A organização acredita que até 2050 seja possível reverter a situação de degradação ambiental. "Nós temos a capacidade de criar um futuro próspero com comida, água e energia para os 9 ou 10 bilhões de pessoas que vão habitar o Planeta em 2050, mas apenas se todos nós" governos, comunidades e cidadãos nos prepararmos para este desafio", afirma Jim Leape, diretor geral da WWF.

Como cuidar da Terra?



Para responder esta questão devemos primeiramente entender que, o "Cuidar da Terra" tem um lastro profundo com os valores humanos, espirituais e naturais, já que os problemas do nosso "mundo" implicam em fatores sociais, econômicos e éticos, de que somos todos co-responsaveis. Para ajudar nesta reflexão uma leitura recomendadíssima é o livro "O Cuidado Necessário" de Leonardo Boff que contempla a importância de cuidados necessários nos campos da vida pessoal, da saúde, da educação, da ecologia, da ética e da espiritualidade, sem os quais, segundo o autor, as pessoas não conseguirão sair do complexo de crises que assolam a humanidade. Para isso, só a articulação da Sustentabilidade com o Cuidado possibilitarão o encontro de uma saída diz Boff. Compartilho das colocações do autor pois, nós seres humanos que somos, não devemos perder de vista nosso senso de humanidade que, já desgastado pela ganância e egoísmo, necessita de um resgate urgente para que possamos salvar a nós mesmos,  e deste modo consigamos salvar a Casa Comum que nos abriga e alimenta. Assim sendo,  para celebrar a Data mais importante do calendário selecionei alguns trechos do livro de Leonardo Boff para sua apreciação e reflexão...

...Em primeiro lugar, é preciso considerar a Terra como um todo vivo, sistêmico, no qual cada uma das suas partes se encontra interdependente e inter-relacionada com todas as outras. A Terra-Gaia fundamentalmente é constituída pelo conjunto de seus ecossistemas com a imensa biodiversidade que neles existe e com todos os seres animados e inertes que coexistem e sempre se interconectam. Cuidar da Terra é principalmente cuidar de sua integridade e vitalidade. 


Cuidar da Terra é cuidar dos bens e serviços que ela gratuitamente oferece a todos os seres vivos, como a água, nutrientes, ar, sementes, fibras, climas, rios, lagos, oceanos, paisagens, etc. Estes bens comuns, exatamente por serem comuns, não podem ser privatizados e lançados como mercadorias no sistema de negócios, como está ocorrendo em todas as partes onde impera o sistema capitalista avançado. Cuidar da Terra é cuidar de sua beleza, de suas paisagens, do esplendor de suas florestas, do encanto de suas flores, da diversidade exuberante de seres vivos da fauna e da flora.


Cuidar da Terra é cuidar de sua melhor produção, que somos nós seres humanos, homens e mulheres. Cuidar da Terra é cuidar daquilo que ela, mediante nossa inteligência, produziu em culturas tão diversas, em línguas tão numerosas, em arte, em ciência, em religião, em bens culturais especialmente em espiritualidade e religiosidade pelas quais nos damos conta da presença da Suprema Realidade, que subjaz em todos os seres e nos carrega na palma de sua mão.

Cuidar da Terra é cuidar dos sonhos que ela suscita em nós, de cujo material nascem os poetas, os escritores, os santos, os sábios, os artistas, as pessoas que se orientam pela luz, e cuidar de tudo o quê de sagrado e amoroso emergiu na história. Cuidar da Terra é assumir com gratidão o fato que somos Terra que sente, pensa, ama, cuida, venera e sabe-se portadora da Divindade do Mistério do Universo.

Abraços desejosos de que possamos celebrar diariamente o nosso Planeta
presenteando-o com todos os cuidados necessários à sua preservação...
Ainda temos esta opção, então não vamos desperdiçar...

Salve Terra!
Sejamos Felizes!



Lembrou de alguém que gostaria do post? Espalhe essa idéia! Compartilhe!

Leia também!

0 comentários

Todo comentário construtivo é bem vindo.
No entanto, comentários ofensivos, preconceituosos, mal educados ou incompreensíveis, serão apagados.
Comentários que sejam spam ou propaganda, que não tenham a ver com o conteúdo do post ou do blog, também serão apagados.
Se quiser contratar um serviço, utilize a página de Contato.

Obrigada pela visita!

Google Plus

Like us on Facebook

Quote do dia

"Eu agradeço pelas inúmeras vezes que você me enxergou melhor do que eu sou... Pela capacidade de me olhar mais devagar... já que muita gente já me olhou depressa demais. Olhe devagar cada coisa. Aceita o desafio de ver o que a multidão não viu. Entre cascalhos disformes, estranhos diamantes sobrevivem solitários. É bom ter amigos. Eles são pontes que nos fazem chegar aos lugares mais distantes de nós mesmos. A beleza anda de braços dados com a simplicidade. Basta observar a lógica silenciosa que prevalece nos jardins."
(Pe. Fabio de Melo)